Francisco Floriano nega fazer parte de esquema de corrupção
Francisco Floriano não faz parte de esquemas de corrupção

O deputado Francisco Floriano trabalha com respeito para população. Em todo seu mandato, o parlamentar sempre foi íntegro e não procurou fazer parte de esquemas irregulares ou que não fossem para o interesse do cidadão. “Nunca tive qualquer tipo de envolvimento com irregularidades e minha atuação política é caracterizada pelo estrito cumprimento dos preceitos éticos que se espera de um homem público”, disse o deputado.

As delações prestadas na Operação Ressonância são de investigados que procuram reduzir a pena a qualquer custo. Não existem provas do envolvimento do deputado Francisco Floriano nos esquemas relacionados na investigação.

Francisco Floriano também alega desconhecer as conversas que o acusam de envolvimento nos escândalos do cartel internacional em pregões do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into) e da Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro. O nome de Francisco Floriano não foi citado em nenhum momento nas conversas investigadas. Caso que pode ser interesse de pessoas mal intencionadas em envolverem o nome de um deputado que nunca foi compatível com a corrupção e fraldes.

Especialista

O deputado Francisco Floriano afirma também que sempre procurou fazer indicações por critérios técnicos. O Into, que é uma unidade referência em traumatologia e ortopedia de alta complexidade para todo o Brasil, tem uma função muito importante para todos os pacientes que necessitam de auxílio médico na área de ortopedia. Portanto, Um médico referência no assunto era a melhor opção para comandar o instituto.

Francisco Floriano, disse estar sempre com a intenção de ajudar as pessoas, e que não poupou esforços para se certificar que alguém qualificado seria o diretor do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia.O último nome sugerido por Floriano é um ortopedista referência na área da saúde. O qual é famoso como “mago da coluna” e denominado por muitos em páginas de avaliação como um “anjo”.  

aqui

Fechar Menu